quarta-feira, 13 de novembro de 2013

"Vive, vive agora o melhor que podes"

"Aparece-me uma das minhas velhotas favoritas. Bem disposta e sempre chorona. A filha dela é aquela a quem aplico uma injeção semanalmente. A filha dela é aquela que foi atirada de um carro em andamento pelo marido. É aquela que tem problemas do foro imunológico. Artrite reumatóide. Psoríase. É aquela que vi demorar mais de 30 minutos desde o gabinete onde lhe aplico a injeção até à porta, amparada pela mãe e cheia de dores, de não conseguir apoiar os pés no chão. É aquela que tem os nós dos dedos todos tortos, a barriga picada e o corpo inchado da cortisona. É aquela que usa unhas de gel sempre na cor da moda, usa roupa e acessórios fashion e que se maquilha diariamente como uma lady. Perguntei por ela. Que não lhe administrei a injeção na semana passada.


- Já não faz. Agora só cortisona.

- Então?

- Estamos à espera de uns resultados de uns exames. Tem aquele vírus do útero. Se calhar é cancro. Veja lá, ela que foi operada há dois anos para tirar um quisto. Sabe (olhos cheios de lágrimas), tudo lhe acontece. Tudo. Ela não vai viver até à minha idade. Não vai. E estou sempre a dizer-lhe Vive, vive agora o melhor que podes."
 
 
 
Fiquei sem palavras. O melhor é realmente vivermos agora o melhor que podemos. Nunca sabemos o que nos pode acontecer. E agradecer. Agradecer por que ainda podemos. Daqui.

1 comentário:

  1. «vive agora o melhor que podes.» e que frase tao acertada

    Sonia
    Taras e Manias

    ResponderEliminar